Você está aqui
Home > EQUIPE EM AÇÃO > Ser bom faz bem… E PONTO! O poder da empatia.

Ser bom faz bem… E PONTO! O poder da empatia.

Por empatia se entende a capacidade intuitiva de aceitação e compreensão dos sentimentos e a maneira de ser dos semelhantes, ou seja, o saber se colocar nas circunstâncias em que vivem nossos semelhantes e poder vivenciar essas experiências de forma objetiva e interativa.

Avaliando esse conceito, surge então uma pergunta:

Será que as nossas funções psicológicas resultam apenas do comando cerebral ou, além da matéria (cérebro) existe algo mais?

No nosso entendimento o espírito é o foco inteligente responsável pela vida. O “homem” nada mais é senão o resultado entre espírito e matéria. Razão e sentimento são expressões da inteligência espiritual a serem convenientemente educados no decorrer da caminhada terrena.

Na nossa realidade espiritual, a razão deve fazer parte, ou, pelo  menos, deveria fazer parte da nossa existência terrena, deveria ser o alvo central das nossas perspectivas evolutivas e do nosso estímulo necessário à melhoria dos nossos padrões vibratórios comportamentais. Quando afirmamos deveria é pelo simples motivo que, na maioria das vezes, a razão se esconde por detrás da emoção, ou seja, somos, na maioria das vezes, mais emoção do que razão.

Porém, nossa finalidade, enquanto espíritos encarnados, ou reencarnados, é fazer valer a razão sobre a emoção, senão, qual seria a diferença entre aqueles que promovem somente a discórdia e a maldade, daqueles outros que se esforçam diariamente com o objetivo de aprimorar-se intimamente? Ambos teriam, numa visão materialista, a mesma destinação após a morte, ou seja, o nada, fielmente defendido por Nietzsche.

Como esse conceito foge completamente da ideia evolucionista, reencarnacionista, o ser, quando de posse do conhecimento da transcendência, adota um nível elevado de empatia e,  por conta disso, torna-se um ser mais feliz.

O saber doar-se, sem exigir recompensas, contribui para a elevação do padrão vibratório mental, com isso, ficamos imunizados contra as mesquinhezas apresentadas em nosso cotidiano, essa nova visão de mundo, trazida pela Doutrina Espírita, através das obras de Kardec, nos aproxima mais e mais da essência Divina, permitindo-nos experiências de extrema felicidade e contemplam, em doses exageradas, o amor a Deus,  a si mesmo e ao próximo.

Top