Você está aqui
Home > Nossa História

USE Intermunicipal Cotia

O movimento espírita da região oeste II (como ficou conhecido à época) começou a reunir espíritas interessados em divulgar a doutrina espírita nessa região no final da década de 90. As reuniões aconteciam  periodicamente, sempre aos sábados pela manhã, isso desde o ano de 1999. Na oportunidade usavam a nomenclatura CONFEESP OESTE II e sempre tinha alguém do grupo que frequentava as reuniões da FEESP e trazia as informações aos demais integrantes. Grande número de pessoas, das mais diferentes casas espíritas da região, participavam dessa reunião, porém, não citaremos nomes para não correr o risco de cometer injustiça ao esquecer de alguém.

Na reunião mensal do dia 03 de fevereiro de 2001, no Centro Espírita Solidariedade (Rua Vasco Massafeli, 33 A – Portão – Cotia/SP), o movimento espírita oeste recebeu a visita de Wladisney Lopes Costa e Sidnei Batista, ambos participantes da USE Distrital Pinheiros, que trouxeram uma nova proposta: a de implantar a USE Intermunicipal Cotia, com a intenção de unir os municípios de Cotia, Vargem Grande Paulista, Itapevi e Jandira – fato que já acontecia na CONFEESP Oeste II.  Além do Ney e do Sidnei, USE Distrital Pinheiros, estiveram presentes os anfitriões Fábio e Emira Prosperi (Centro Espírita Solidariedade), Madalena Oliveira Belucci e Reinaldo Papeschi (Sociedade Espírita de Cotia), Maria Isabel Borba (Associação Espírita Esperança) representando as casas do município de Cotia; Vicente Galceron e Benedito Alves Filho (Grupo Espírita Maria de Madgala), Edilson Trautwein (Comunidade Espírita Fonte Viva) do município de Itapevi; Jaci Almeida (Sociedade Espírita O Consolador) e Pedro José dos Santos (Instituto Espírita Mansão do Caminho) do município de Jandira e Dirceu Louza (Comunidade Espírita Vida e Luz) do município de Vargem Grande Paulista.

Foi então a partir desse momento que as reuniões do movimento espírita oeste II ganharam uma nova denominação: USE Intermunicipal Cotia/CONFEESP OESTE II. Com o crescimento do número de adeptos ao movimento, também em 2001, o grupo decidiu por elaborar o primeiro Encontro Cultural Espírita, que aconteceu na praça Japonesa (em Cotia), sendo a abertura do evento realizada por Ariovaldo de Souza e Leonardo Keim (Ambos da FEESP). Esses encontros passariam, então, a ser anuais e o 13º (que foi o último) aconteceu no ano de 2014 no município de Cotia.

Em 2003, Madalena de Oliveira Belucci assume a direção do movimento, mas ainda sem eleição direta, através de um conselho deliberativo, fato que iria ocorrer na eleição de 2006. Foi entre os anos 2003/2006, principalmente devido à necessidade da elaboração de vários departamentos, que o grupo ficou ainda mais encorpado, recebendo mais alguns companheiros para o trabalho da divulgação da doutrina espírita: Aracy S.S. de Souza, Danilo Bertazzo. Irineu Nery Barbosa, João Marcos O. Marcolino, Rubens Silva Gomes, Vandi Galceron, Thales Pracidelli, Edson Roberto V. Quadra, Adilson Lofredo, Marília Nogueira Vasques Oliveira, Edaildes Rocha, Silvia Loyola, Silvia Nunes, Cláudia Barcellos, Eliana Prado, Reinaldo S. Antonio, Pâmela Pedroso. Em 2005, o grupo já havia crescido consideravelmente.

No dia 01 de abril de 2006, as casas espíritas dos municípios, pertencentes ao movimento espírita oeste II, enviaram seus representantes que passariam a compor o Conselho Deliberativo da USE Intermunicipal Cotia, quando foi eleita Madalena de Oliveira Belucci como presidente, sendo reeleita em abril de 2009. Em 7 de abril de 2012 assume a presidência do órgão Adilson Lofredo, sendo que na eleição de 5 de abril de 2015 Madalena retorna à presidência com o objetivo de colocar o movimento sobre novos rumos utilizando-se do slogan: USE Intermunicipal Cotia: “unindo pessoas”.

Em todos esses anos foram realizados diversos eventos que colaboraram na divulgação da doutrina espírita, soma-se a isso, a incansável vontade de divulgar a USE (União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo) como órgão de enorme representatividade que contribuiu e continua contribuindo para a divulgação da doutrina espírita, brilhantemente codificada por Allan Kardec.

Nesses anos de atuação foram 13 ECEs (Encontro Cultural Espírita), evento anual com apresentações de diversas modalidades de cultura visando sempre a divulgação da doutrina espírita. Diversos outros encontros também foram realizados como os dos Jovens Espíritas (EJE), realizado nos dias de carnaval e GINCON (Gincana de Conhecimento Espírita). Além disso, foram desenvolvidas diversas iniciativas para criação de estudos nas casas espíritas da região, fato que levou todas as casas espíritas terem, atualmente, um núcleo de estudos da doutrina espírita e, consequentemente, voluntários oriundos desses cursos.

Além do que já foi apresentado, a USE Intermunicipal Cotia contribuiu direta e decisivamente para criação de duas novas USEs: a de Carapicuiba, no ano de 2008, e a de Embu das Artes, no ano de 2012.

Por fim, somente a título de curiosidade, a nomenclatura Movimento Espírita Oeste II (USE Intermunicipal Cotia-CONFEESP Oeste II) foi usada até o ano de 2009, quando em uma decisão da diretoria da FEESP, exigindo fidelidade absoluta à Federação, o movimento oeste II passaria a adotar somente o nome: USE Intermunicipal Cotia, que, em 2016, passou a ter personalidade jurídica.

Fonte: USE Reginal SP

Top